Moradores relatam que estão sem energia a pelo menos 48 horas

Desde  as ondas de  ataques em  Fortaleza que  se há relato de demora nos atendimentos de manutenção nas redes elétrica, os moradores   da rua José Queiróz localizado na comunidade do Cipó relatam que a pelo menos 48  horas aguardam uma equipe no local  para solucionar o problema da falta de energia que afeta inclusive uma escola  pública.

O artig. 22 da lei LEI Nº 8.078, DE 11 DE SETEMBRO DE 1990 fala sobre os serviços essenciais e continuo ligado a administração pública ou concessão públicas que os de  o direito de explorar o eventual serviço, neste caso o abastecimento de Energia.

É sempre importante lembrar que quem se sentir  preojudicado  pelo a interrupção no abastecimento de energia pode procurar o  Procon.

Jurema News

Ricardo Cavalcante

Jornalista Ricardo Cavalcante
Siga-me

Comentários no Facebook