Uma mulher de 31 anos foi presa em Fortim, 135 km de Fortaleza, sob suspeita de ser conivente com crime de estupro praticado contra a própria filha, uma criança de 12 anos, abusada por um suspeito de 22 anos. Ele segue foragido. A prisão aconteceu por meio de um mandado de prisão preventivo cumprido por agentes da Delegacia Municipal de Fortim.

O delegado Huggo Leonardo, responsável pelas investigações, explicou que tanto o agressor quanto a mãe da vítima são passíveis de punição. “O Código Penal pune não apenas as pessoas que cometem a ação, mas pune igualmente as pessoas que se omitem na obrigação de garantir que a pessoa não sofra os abusos sexuais”, explicou o delegado. Ele afirma ainda que o homem foi indiciado por estupro de vulnerável na modalidade comissiva. Já a mãe responde pelo mesmo crime de estupro de vulnerável com as mesmas sanções penais pela omissão “tendo em vista que ela é garantidora da incolumidade sexual da vitima”, finaliza.

Durante a diligência, os agentes chegaram até a residência da mulher, onde a capturaram. Após a prisão, ela foi encaminhada a uma unidade do sistema penitenciário do Estado, onde está à disposição da Justiça. Já a criança ficou sob os cuidados de sua avó materna. A Polícia Civil agora concentra as investigações a fim de capturar o homem de 22 anos, suspeito de abusar da vítima.

Denúncias
A Polícia Civil ressalta que a população pode contribuir com as investigações repassando informações que possam auxiliar os trabalhos policiais. As denúncias podem ser feitas pelo número (88) 3446-2601, da Delegacia Regional de Aracati. A unidade policial também disponibiliza o telefone (88) 99488-6333, o número de WhatsApp para denúncias. O sigilo e o anonimato são garantidos.

Via Cnews

Jornalista Ricardo Cavalcante
Siga-me

Comentários no Facebook