O Dia dos Namorados é comemorado nos Estados Unidos e em toda a Europa em fevereiro, mas precisamente no dia 14, data de São Valentim, uma espécie de “Padroeiro do amor”. Por aqui, a data é celebrada em 12 de junho desde o ano de 1948. E o motivo é exclusivamente comercial.

A ideia de estabelecer a comemoração veio do publicitário João Doria, pai do Governador de São Paulo João Doria Jr. Dono da agência Standart Propaganda, ele foi contratado pela loja Exposição Clipper com o objetivo de melhorar o resultado das vendas em junho, que, na época eram sempre muito fracas.

A data não foi escolhida à toa. O dia 12 teve a ver com o fato de ser véspera da celebração de Santo Antônio, que já era famoso no Brasil por ser o santo casamenteiro. Então, Doria pensou em outra data comemorativa para trocar presentes no ano: o Dia dos Namorados.

Na época, a propaganda criada por Doria dizia: “Não é só com beijos que se prova o amor!”. A propaganda foi julgada a melhor do ano pela Associação Paulista de Propaganda à época.

Atualmente, o “Dia dos Namorados” já é a terceira melhor data para o comércio no país – atrás apenas do Natal e do Dia das Mães. A média do faturamento do dia romântico já chega perto de R$ 1,5 bilhão.

Via Cnews

Jornalista Ricardo Cavalcante
Siga-me

Comentários no Facebook