“Forma de gratidão”, disse Joelma Oliveira, mãe da universitária Danielle Oliveira, 20 anos, estuprada e morta em Pedra Branca, no interior do Ceará, no último dia 25 de abril, sobre a recompensa de R$ 10 mil que a família deu para o homem que ajudou a polícia a prender o vaqueiro José Pereira da Costa, conhecido como Zé do Valério, suspeito de ter cometido o crime. Ele foi preso na localidade de Jatobá Medonho, no Piauí, na manhã desta sexta-feira (12).

“Nos reunimos e todo mundo ajudou. Conseguimos levantar o valor de R$ 10 mil e demos para ele como forma de gratidão pelo que ele fez. Esse monstro que tirou a vida da minha menina é muito perigoso e o homem que ajudou a prender ele foi muito corajoso. Eu agradeço a Deus sabendo que agora a Justiça será feita”, disse Joelma Oliveira em entrevista ao Sistema Verdes Mares.

Segundo uma fonte do Sistema Verdes Mares, o homem que ajudou a polícia a prender Zé do Valério, chegou a colocar remédio para dormir na comida do suspeito antes dele ser preso. O homem mora no município de Buriti dos Montes, no Piauí, próximo à localidade de Jatobá Medonho, onde o suspeito foi preso.

Comentários

Deixe uma resposta