O jeitinho é uma instituição brasileira. Mas não é uma exclusividade tupiniquim. Que o diga a população de Huoi Ha, remoto vilarejo no Vietnã. Para que as crianças possam chegar com segurança – e secas – à escola, adultos dão um jeito e arriscam a própria vida com o transporte dos alunos por um rio caudaloso, que, durante a época das cheias, cobre totalmente a ponte de bambu que liga a aldeia ao colégio, de acordo com o site “Vov.vn”.

O meio de transporte foge do tradicional. Barco? Canoa? Nada disso! As crianças são embaladas em enormes sacos plásticos e são atravessadas pelas águas turbulentas e barrentas. Assim, os pais garantem que não haja qualquer desculpa para matar aula. Roupas e material escolar são totalmente protegidos da água.

Além da inusitada travessia, os alunos têm que caminhar por cinco horas, em terreno de mata fechada e bastante escorregadio, para chegar à escola. As crianças passam a semana inteira na escola e só retornam para curtir o sábado e o domingo em casa. E lá estão os pais os esperando com os mesmos sacos transformados em “embarcação”. E a mesma dedicação.

Fonte: Extra

Siga-me

Jornalista Ricardo Cavalcante

Informações e contato em Portal Jurema News
Jornalista sob registro Drt 3648/Ce
Quem sou: Estudante de Jornalismo pelo a universidade Estácio de Sá, sou um apaixonado por tecnologia, busco sempre novas tecnologias para deixar esse portal cada vez mais completo.
Jornalista Ricardo Cavalcante
Siga-me

Comentários no Facebook