Guardas municipais lotados na Inspetoria de Proteção Ambiental (IPAM) apreenderam 35 pássaros silvestres que estavam sendo comercializados ilegalmente na Feira da Parangaba, na manhã deste domingo (4).

As aves das espécies sanhaço-pintado, sanhaço-macaco, sabiá, azulão e galo de campina eram comercializadas a céu aberto sem autorização do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais (IBAMA/CE). De acordo com os agentes de segurança, os pássaros foram encontrados encarcerados em gaiolas sem reservatórios de água ou alimento.

Os suspeitos fugiram quando perceberam a presença dos guardas. Ninguém foi preso.

0202
Os pássaros foram encontrados em péssimas condições, sem sinal de alimentação ou águaDivulgação / IPAM / GMF

Os pássaros foram encaminhados ao Zoológico Sargento Prata, onde passarão por uma avaliação veterinária da equipe médica para serem liberados.

A ação faz parte de combate ao tráfico e à venda de animais silvestres, realizada pela IPAM-GMF, que intensificou nos últimos seis meses.

Via Diário do Nordeste

Jornalista Ricardo Cavalcante
Siga-me

Comentários no Facebook