Os servidores dos Correios do Ceará aderiram à greve geral nacional por tempo indeterminado. A paralisação foi decretada na noite desta terça-feira (10) em assembleias realizadas em diferentes estados do país.  Em Fortaleza, os serviços realizados pela empresa já estão afetados nesta quarta-feira (11). A informação é do Sindicato dos Trabalhadores em Correios, Telégrafos e Similiares do Ceará (Sintect-CE).

De acordo com o diretor de imprensa do sindicato, Cláudio Cruz, a categoria realiza na sede dos Correios no Centro de Fortaleza uma manifestação. Há previsão de protestos em outras sedes espalhadas na Grande Fortaleza. O debate principal nos protestos são os reajustes salariais e a possibilidade de privatização da empresa. 

“O reajuste salarial que a categoria pediu é 3,2%. O de 0,8% é o aumento que a empresa quer repassar aos trabalhadores. No entanto, os trabalhadores querem também a reconsideração quanto a retirada de pais e mães do plano de saúde, melhores condições de trabalho e outros benefícios”, disse Cláudio Cruz.

Em nota, a direção dos Correios informou ter participado de 10 encontros com os representantes dos trabalhadores para apresentar propostas dentro das condições possíveis, “considerando o prejuízo acumulado na ordem de R$ 3 bilhões”.

Via Diário do Nordeste

Siga-me

Jornalista Ricardo Cavalcante

Informações e contato em Portal Jurema News
Jornalista sob registro Drt 3648/Ce
Quem sou: Estudante de Jornalismo pelo a universidade Estácio de Sá, sou um apaixonado por tecnologia, busco sempre novas tecnologias para deixar esse portal cada vez mais completo.
Jornalista Ricardo Cavalcante
Siga-me

Comentários no Facebook