Imagens de uma câmera de segurança mostra o momento que a empresária Jamile de Oliveira Correira, de 46 anos, foi carregada pelo filho de 14 anos e pelo namorado dela, o advogado Aldemir Pessoa Júnior, para o elevador do prédio. O homem é considerado suspeito de ter matado a empresária e a polícia, segundo o G1, descarta a participação do adolescente.

O caso ocorreu em 29 de agosto deste ano em Fortaleza. Uma investigação da polícia constatou que Jamile foi agredida pelo namorado no estacionamento do prédio. A morte da empresária era considerada suicídio, mas agora é investigada como feminicídio.

No vídeo, divulgado pelo G1, é possível ver o filho da empresária a colocando no elevador. Ele se agacha e toca nela enquanto aperta os botões. A vítima chega a se mexer quando o menino conversa com ela e, segundos depois, Aldemir aparece nas imagens. Ele e o garoto conversam rapidamente e a tiram do elevador. A mulher tem um hematoma no olho e uma mancha de sangue no peito.

Jamile foi deixada pelo namorado no Instituto Doutor José Frota (IJF), em Fortaleza, e não ficou no local. Apesar do caso grave, ele não avisou a polícia e nem mesmo os familiares da vítima. Ele teria retornado ao prédio dela, limpou o local e lá permaneceu, inclusive usando o celular da mulher.

Terra

Jornalista Ricardo Cavalcante
Siga-me

Comentários no Facebook