Corrida eleitoral para 2020! A oportunidade de arrematar o comando dos municípios nas eleições do próximo ano atrai o olhar dos partidos que desejam construir bases fortes no país. Em passagem pela capital cearense, a deputada federal Luizianne Lins (PT-CE) foi entrevistada pelo portal Ceará Agora e reafirmou o entendimento do partido de lançar candidatura própria em Fortaleza no próximo ano. O assunto foi repercutido no Alerta Geral desta sexta-feira (22).

Eleita deputada federal em 2018 com 173 mil votos no estado do Ceará, sendo 111 mil destes votos em Fortaleza, a ex-prefeita é cogitada para concorrer novamente ao comando da cidade. Questionada se a votação expressiva na capital lhe anima para voltar à corrida eleitoral na cidade, Luizianne diz:

É claro que você ter governado essa cidade, ter governador com muita seriedade, com muita determinação de fazer por quem mais precisava, a gente sempre acha que poderia ter dado continuidade ao projeto, então isso é objetivo. Mas eu entrego essa discussão para o partido.

Ao citar sua gestão entre 2005 e 2012 como um mandato que se voltou para construção de um processo da “cidade se vendo e dialogando entre si”, Luizianne critica o atual comando na capital e destaca que o sonho de dar continuidade ao projeto político do partido é real:

Dezenas de obras que estão hoje colocadas pelo atual prefeito não tem praticamente nada de inovação, tudo nós deixamos pensadas e muitas com dinheiro em caixa. E alguns projetos que não tiveram mais continuidade, por exemplo dizia que três cucas eram muito pouco e nunca fez nenhum. Então, é claro que a gente voltar a sonhar com um projeto político em Fortaleza que dê continuidade ao que nós iniciamos faz parte do sonho.

Durante reunião do diretório nacional do Partido dos Trabalhadores nessa quinta-feira (21), o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva reforçou que a sigla deve se estabelecer nas capitais lançando candidaturas próprias para concorrer às gestões executivas municipais no ano de 2020. Em Fortaleza, o cenário eleitoral mostra-se bastante caloroso com pré-candidaturas sendo anunciadas e alianças sendo construídas.

Candidato derrotado em 2016 com mais de 580 mil votos, Capitão Wagner é pré-candidato do PROS para uma nova tentativa de chegar ao comando da capital no ano que vem. O PSDB endossa a candidatura do ex-deputado estadual Carlos Matos para 2020, enquanto o atual parlamentar cearense André Fernandes é o nome de Jair Bolsonaro na capital.

Para além disso, ainda há expectativa de qual será o nome fortalecido pelo atual prefeito Roberto Cláudio do PDT. Sobre uma possível aliança com o Partido Democrático Trabalhista, Luizianne declara que não haverá apoio a nenhum candidato de outro partido:

Se o PDT quiser apoiar o PT a gente discute, agora fora desse contexto…apoiar um candidato do PT é possível um debate que o PT deve fazer, porque a gente não sai por aí rejeitando acordo, apoio e tal. Agora são essas as condições, não existe a possibilidade do PT apoiar um candidato do PDT.  Isso está determinado pelo próprio, aí é o caso deles quererem nos apoiar, se eles quiserem nos apoiar a gente abre esse debate interno.

A fim de alinhar os objetivos para o ano eleitoral e tomar decisões de instância máxima, o PT realiza a partir desta sexta-feira (22) até domingo (24) o seu 7º Congresso Nacional. O evento será realizado na cidade de São Paulo e contará com a participação de 800 delegados e delegadas que foram eleitos/as durante o Processo de Eleição Direta (PED) de 2019, quando participaram mais de 370 mil filiados/as votantes em todo o País.

Bate-Papo

Em seu comentário dentro do Jornal Alerta Geral nesta sexta-feira (22), o jornalista Beto Almeida comenta uma declaração do atual deputado federal José Airton Cirilo (PT-CE), o qual afirmou que a presença do ex-presidente Lula em um candidatura do partido na capital já seria suficiente para assegurar uma disputa no segundo turno à ex-prefeita Luizianne Lins. Beto declara que o apoio do ex-presidente Lula deve afetar significativamente o cenário político em Fortaleza:

Sem dúvida é um elemento que traz muitas preocupações para os pré-candidatos, inclusive que já estão na batalha a algum tempo, como é o caso do Capitão Wagner, por exemplo. Vamos partir do pressuposto de que o candidato do prefeito Roberto Cláudio, seja ele qual for, ele vai estar no segundo turno, é um candidato da máquina. Imagine você então uma candidatura de potencial como da ex-prefeita Luizianne Lins e atual deputada federal com apoio do ex-presidente Lula, é outra coisa que pode desestabilizar o cenário da política eleitoral na capital, não tenha dúvida.

Via Ceara Agora

Jornalista Ricardo Cavalcante
Siga-me

Comentários no Facebook