As plataformas de transporte 99Pop, Moobi, Urban e Safer foram descredenciadas em Fortaleza por não terem apresentados documentos para a renovação do credenciamento e, com isso, não poderão atuar no município, segundo a Secretaria da Conservação e Serviços Públicos (SCSP). 

De acordo com a secretaria, as empresas foram notificadas com antecedência sobre o prazo do recredenciamento. ” As plataformas  99Pop, Moobi, e Uni4 foram notificadas do término do prazo de um ano previsto em lei, mas as mesmas não apresentaram a documentação necessária para o recredenciamento”, pontua a nota. 

Já a plataforma Urban, segundo a Secretaria, informou que não possuía mais o interesse de atuar em Fortaleza. E a Safer foi descredenciada pelo descumprimento de normas previstas na legislação.  A Etufor alega que para as plataformas possam operar, é preciso cumprir as exigências legais, previstas no Decreto Municipal 14.285/2018  e na Lei Municipal 10.751/2018.

 

Entre os aplicativos credenciados na Capital estão Uber, Uni4, Servos, Taxi Tuber Canário Brasil, Bella Driver, OP (Os Paulos), Return, Divas, 26True, Top Amigos, Ilev, GTfácil.

99pop

A plataforma 99Pop, informou em nota que ainda hoje enviará a nova documentação à Prefeitura.  “Em respeito ao permanente diálogo mantido com a Prefeitura, a 99 encaminhou em 31 de janeiro documentação para atualização de seu de credenciamento, o que foi indeferido. Respaldada pela Lei Federal e a decisão do STF, a 99 segue operando na cidade e ainda hoje enviará nova documentação à Prefeitura”, comenta a empresa em nota. 

Além disso, a empresa também diz que irá avaliar outras medidas para ” garantir aos motoristas parceiros o direito de gerar renda e das pessoas escolherem como desejam se locomover pela cidade”. 

A reportagem tentou entrar em contato com as outras plataformas, mas não recebeu respostas até a publicação desta matéria.

Via Diário do Nordeste

Jornalista Ricardo Cavalcante
Siga-me

Comentários no Facebook