A situação deixada pelo Covid-19 é lamentável em tudo o mundo, em Caucaia não está sendo muito diferente, mesmo não tendo nenhum caso registrado, medidas vem sendo adotadas pra evitar que o vírus chegue ao municipio, as medidas são tomadas tanto na esfera municipal quanto estadual.

Na última Quinta Feira (19/03), o governador Camilo Santana (Pt – Ce) assinou o decreto que fecha o comercio em todo estado, o decreto é uma das muitas medidas que estão sendo adotada pelo governo do estado na tentativa de evitar a proliferação do vírus no estado, o decreto também fecha as fronteiras do estado, não permitindo entrada nem saída de pessoas, limitava o transporte coletivo ao transporte municipal, ou seja, dentro da própria cidade, o que já causava preocupação entre aqueles que precisariam chegar no trabalho, vez que alguns estabelecimentos como supermercado, farmácias, distribuidores de alimentos, dentre outros continuariam funcionando.

Em Caucaia, um segundo decreto assinado no último Sábado (21/03), pelo Prefeito Naumi Amorim estabelece que o transporte municipal também será suspenso, é uma medida no âmbito municipal que visa evitar que o vírus venha a chegar no municio, ate o momento Caucaia não tem nenhum caso confirmado, dois casos suspeitos seguem aguardando resultado de exames.

Prestação de serviço de transporte público em Caucaia

Em Caucaia, a empresa responsável pelo transporte público é a empresa Vitória, conhecida pelo a qualidade na prestação do serviço, a empresa atualmente conta com uma Frota: 214 ônibus, dividido em Linhas: 49, conta com Colaboradores: 1060, percorre em Média percorrida/mês: 1.573.037 km pra atender Número de passageiros médio/mês: 2.449.601.

Quem serão afetado com a suspensão do transporte público em Caucaia

Pessoas que trabalham em atividades que não foram suspensa, tais como caixa de supermercado, atendente de farmácia, profissionais da saúde, profissionais de padaria, dentre outros diversos profissionais de setores que continuam com as portas aberta, além disso, lojas que mesmo o decreto estadual estabelecendo o fechamento, podem atender por meio de cal center, vez que o decreto limita o atendimento ao público em estabelecimento, conforme esclarecer o próprio governador durante live realizada nesta Sábado (21/03).

Jornalista Ricardo Cavalcante
Siga-me

Comentários no Facebook