A polícia prendeu um tenente da reserva ontem (29), à tarde no Instituto Dr. José Frota (IJF), em Fortaleza. Isso porque ele é suspeito de mandar matar a própria esposa. Como a mulher não morreu no atentado ele estava sendo acompanhante dela no hospital. Ele só não contava que o executor da morte fosse preso.

De acordo com a Polícia Civil, a tentativa de feminicídio contra uma mulher de 31 anos, ocorreu na cidade de Baturité, na última segunda-feira (27). Os investigadores chegaram ao homem apontado como o executor, no mesmo dia do crime. Já o mandante, que seria o companheiro da vítima, foi preso em Fortaleza na tarde dessa quarta-feira (29).

Segundo a polícia, o primeiro suspeito a ser preso foi Jorge Régis Felipe dos Santos (26) – com antecedentes criminais por receptação, crime de trânsito e uso de entorpecentes. Policiais civis da Delegacia Regional de Baturité iniciaram as diligências logo após o fato e identificaram Jorge como partícipe do crime, que ocorreu no Centro do município. Na ocasião, a vítima estava em uma motoneta, quando foi atingida por disparos de arma de fogo. O homem foi preso em sua residência, em Baturité. Inicialmente, ele negou participação na tentativa de execução.

Durante as investigações, os policiais civis chegaram ao nome do mandante do crime, que seria um tenente, de 53 anos, da reserva remunerada da Polícia Militar do Ceará (PMCE) e companheiro da vítima. As apurações da Delegacia Regional de Baturité indicaram que a motivação do crime seria a suspeita do homem de que a mulher mantivesse um caso extraconjugal. Os investigadores prenderam o tenente da reserva no IJF, em Fortaleza, onde ele acompanhava a vítima, que segue internada.

Ainda de acordo com a polícia, os valores em espécie, que foram pagos pelo mandante ao executor, também foram apreendidos pelos policiais civis. Ambos foram autuados em flagrante na Delegacia Regional da cidade. As equipes seguem em diligências e oitivas, no intuito de identificar outras pessoas envolvidas no crime.

 

 
Via Cnews
Jornalista Ricardo Cavalcante
Siga-me

Comentários no Facebook