Mesmo sem autorização do governo estadual, alguns boxes da Feirinha de Artesanto da Avenida Beira Mar, em Fortaleza, voltaram a funcionar nesta segunda-feira (17). Visitantes e fortalezenses foram vistos no início da noite pesquisando e comprando produtos no local , situado em um trecho do calçadão da Praia do Náutico.

As feiras livres ainda não têm permissão para voltar a funcionar, de acordo com o último decreto de isolamento social, publicado no Diário Oficial do Estado (DOE), no sábado (15).

A reportagem do Sistema Verdes Mares esteve no local e flagrou clientes andando pelos corredores entre as barracas, alguns sem respeitar o distanciamento e também sem o uso da máscara, obrigatória nos espaços públicos da capital cearense. Durante o período em que a reportagem passou na feira, não foi registrado nenhum tipo de fiscalização.

Legenda: Alguns visitantes foram vistos sem máscara no local
Foto: Camila Lima

Em nota, a Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis) informou que está realizando abordagem orientativa aos feirantes que estão com boxes funcionando na Av. Beira Mar para alertá-los acerca da proibição do funcionamento de feiras, conforme determinações dos decretos estaduais e municipais de enfrentamento à Covid-19.

A Agefis reforçou ainda que as feiras não estão permitidas e a irregularidade pode resultar em multa e apreensão do material comercializado.

Mudança de local

Desde agosto do ano passado, a feira estava funcionando provisioriamente em um espaço situado no Aterro da Praia de Iracema por causa do avançao das obras de requalificação da área. As obras devem ser entregues até o final deste ano.

No final de julho, as barracas voltaram para o seu lugar de origem, próximo ao Clube do Náutico, porém ainda de forma provisória pois ela ficará alocada em um parte do novo calçadão, situada entre o espigão da Avenida Desembargador Moreira e a Rua Nunes Valente, em frente ao Hotel Praiano. De acordo com a Prefeitura de Fortaleza, 661 comerciantes atuam na feirinha.

Via Diário do Nordeste

Jornalista Ricardo Cavalcante
Siga-me

Comentários no Facebook