Um abrigo de animais foi atingido por um incêndio, na madrugada desta sexta-feira (21), na rua Visconde de Icó, no bairro Carlito Pamplona, em Fortaleza. Na hora do incêndio estavam no local a proprietária do abrigo, Geize Rocha Benevides, a sua mãe, uma idosa cadeirante de 80 anos, e 40 cachorros. Segundo Geize, quatro cães morreram carbonizados e três fugiram, assustados. A idosa não ficou ferida.

A dona do abrigo afirmou para o Sistema Verdes Mares que percebeu as chamas por volta das 2h44. Ela conta ainda que tentou salvar o maior número de animais durante o incêndio, mas a fumaça atrapalhou o resgate.  

“Eu percebi o problema por volta das 3h40 mais ou menos e quando eu sai ouvi muitos latidos dos cães. Vi muita fumaça já tomando canto e adentrei e tentei salvar o maior número de cães. Eles estavam muito assustados e havia muita fumaça. O teto já tinha desabado e as janelas já tinham sido quebradas. E, infelizmente, tivemos o óbito de quatro animais que não consegui salvar e outros três desaparecidos que fugiram assustados. E os demais já estão aqui em segurança e vão seguir para o nosso abrigo sede, no distrito de Garrote, em Caucaia”. 

A proprietária do imóvel disse que um curto no ar-condicionado pode provocado o incêndio.  “Com a chegada dos bombeiros, eles constataram que possivelmente um curto no ar-condicionado. É isso que pode ter ocorrido. Mas eles vão vir fazer mais uma avaliação mais criteriosa para gente ter realmente a causa”.

Legenda: Chamas destruíram vários objetos da casa como guarda-roupa, cadeiras de plástico, aparelho de televisão, documentos, peças de roupa e um berço
Foto: Isaac Macêdo

 

Objetos destruídos

O Corpo de Bombeiros foi ao local com uma viatura. Segundo o órgão, os vizinhos também perceberam a fumaça saindo do imóvel e entraram na residência para retirar parte dos animais e a idosa de dentro do local.  

Ainda de acordo com os bombeiros, as chamas destruíram vários objetos da casa como guarda-roupa, cadeiras de plástico, aparelho de televisão, documentos, peças de roupa e um berço. Instalações elétricas e um ar-condicionado também foram destruídos pelas chamas. 

Via Diário do Nordeste

Jornalista Ricardo Cavalcante
Siga-me

Comentários no Facebook