Um homem de 42 anos e mais dois suspeitos foram presos ontem (20), na cidade de Caucaia, Região Metropolitana de Fortaleza. O homem forjou o próprio sequestro para extorquir dinheiro da mãe. Com eles foi apreendido um veículo, que teve os acessórios do som e o estepe roubados. Os três tramaram um falso sequestro e extorquiram mais de R$ 8 mil de uma idosa de 66 anos que é a mãe do homem de 42 anos.

De acordo com a polícia, o falso sequestro começou na última segunda-feira (17), quando a idosa aguardava a chegada do filho, que é motorista de aplicativo, mas ele não chegou e a mãe pensou que tivesse acontecido algo de errado com ele. No mesmo dia, a idosa recebeu diversas ligações do filho e depois de comparsas narrando que o motorista teria sido sequestrado e só seria liberado mediante pagamento em dinheiro. Segundo as investigações da polícia, a mãe do motorista desembolsou R$ 4 mil para pagar os supostos sequestradores para ter o filho de volta, mas não teve sucesso.

A vítima continuou sendo extorquida pelo grupo, que dizia que se ela não pagasse mais dinheiro, eles iriam queimar o carro e matar o filho dela. Ela chegou a pagar mais quase R$ 3 mil, como apontam as investigações  policiais. Foi então que a vítima decidiu procurar a Polícia Civil, nesta quarta-feira (19), para fazer Boletim de Ocorrência (BO) e relatar todo o caso às autoridades. De pronto, os policiais civis do 23º DP, que já estavam em diligências, a princípio, para solucionar um caso de desaparecimento, agora se concentravam para desvendar uma situação de falso sequestro e extorsão.

No último contato feito pelos suspeitos, na manhã desta quinta (20), para exigir mais dinheiro da vítima, o trio foi preso e conduzido para o 23º DP para prestar esclarecimentos. Em depoimento, os presos confessaram toda a história criada e revelaram que o dinheiro pago pela idosa serviu para financiar a compra de bebida alcoólica, além do pagamento de diárias em motel, mulheres e drogas. Os policiais civis também apreenderam o veículo utilizado pelo filho da vítima para trabalhar. O automóvel, de acordo com os agentes, já estava sendo desmontado pelos suspeitos para que as peças possivelmente fossem usadas para desmanche. Fato que segue em apuração no 23º DP.

Ao final dos trabalhos de investigação, Paulo César de Morais Linhares (32), com antecedentes criminais por porte ilegal de arma de fogo e receptação, Rodrigo Silva Rodrigues de Souza (27), paulista que não tinha passagens por crimes no Ceará, assim como o motorista foram autuados em flagrante por extorsão majorada por concurso de pessoas.

Via Cnews

Jornalista Ricardo Cavalcante
Siga-me

Comentários no Facebook