Assim como aconteceu no primeiro turno das eleições municipais, a Lei Seca não deve ser adotada em Fortaleza e Caucaia neste domingo (29), conforme informado pela Justiça Eleitoral do Ceará.

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), comunicou que segue o mesmo entendimento do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) sobre fiscalizações. A pasta também informa que está à disposição da Justiça Eleitoral.

Cerca de dois milhões de eleitores cearenses devem votar pela segunda vez para prefeito neste fim de semana — a maior parte deles na capital. Votam em Fortaleza 1.821.382 eleitores, distribuídos em 640 locais de votação. O número de votantes é menor em Caucaia, cidade da Região Metropolitana: por lá, 222.128 eleitores devem registrar voto em 123 colégios eleitorais.

Tropas federais devem reforçar a segurança dos cearenses durante o pleito. “O TSE Já confirmou o envio de tropas federais tanto para Fortaleza como para Caucaia para que o eleitor possa votar no domingo”, relembra comunica Edna Sabóia, coordenadora de eleições do Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

 

Apuração normalizada

 

Como prevenção para evitar possíveis atrasos, a Justiça Eleitoral afirma que realizou testes nas urnas eleitorais. Com a precaução, o resultado sairá no tempo previsto. “Nós teremos aquela rapidez conhecida pelos eleitores. Fizemos vários testes entre primeiro e segundo turno para ver a performance da totalização dos resultados. O eleitor em três, quatro horas, vai saber o resultado do prefeito de cada município”, garante Edna.

Ainda de acordo com o TRE, as urnas já começaram a ser entregues em Fortaleza. Em Caucaia, a expectativa é de que a distribuição aconteça ao longo do sábado. No dia da votação, serão utilizadas, nos dois municípios, 5.761 urnas eletrônicas. Desse total, 598 são reservas.

Via G1 Ce

Jornalista Ricardo Cavalcante
Siga-me

Comentários no Facebook