Uma idosa de 101 anos surpreendeu a equipe de uma empresa em Promissão (SP) depois que entregou um currículo e manifestou interesse em trabalhar no local. Segundo a aposentada, ela queria trabalhar para comprar as coisas que gosta sem depender dos familiares. Aí sua família teve a ideia de fazer o currículo como forma de brincadeira.

“Eu quero trabalhar para comprar meus ‘vinhozinhos’, minha ‘carninha’, para não depender só da filha, ajudar um pouco”, conta dona Maria Cardoso.

A bisneta da idosa, Pâmela Cristina Matias Gomes, contou que várias pessoas da família dela são funcionárias de um frigorífico da cidade e que a bisavó sempre demonstrou interesse em também trabalhar na empresa.

Por causa disso, a tia da idosa decidiu fazer um currículo para a dona Maria e pediu para a bisneta entregar aos recrutadores. Pâmela mandou o documento no grupo da empresa no WhatsApp e o currículo chegou às mãos da analista de atração e seleção do frigorífico, Juliana Araújo.

Idosa de 101 anos entrega currículo em empresa do interior de SP e caso viraliza na web
 Dona Maria fez currículo com intenção de trabalhar para comprar vinhos (Arquivo pessoal/Pâmela Cristina Matias Gomes)

“Ela mandou mensagem: ‘Juliana, faz entrevista com a minha avó’. Aí na hora que eu vi a data de nascimento, levei um susto e falei: ‘Pelo amor de Deus, leva o currículo para mim’. Aí ela levou e achei a coisa mais linda, com a foto dela”, conta Juliana.

Na semana passada, a analista compartilhou a situação nas redes sociais e se surpreendeu com a repercussão da história na cidade.

“Eu compartilhei porque foi uma coisa que mudou o meu dia, essa senhora com essa lição de empoderamento feminino, dando essa aula para a gente.”

A dona Maria contou que não completou os estudos, pois trabalhou na roça desde os 9 anos de idade. Apesar do desejo de trabalhar no escritório da empresa e fazer alguma coisa diferente, ela disse que fez o currículo como uma forma de brincadeira, já que não sabe escrever.

De acordo com a bisneta, uma empresa de vinhos chegou a entrar em contato com a família depois da repercussão e disse que vai doar garrafas todo mês à idosa.

Já Juliana disse que pretende levar a dona Maria para fazer um passeio pela empresa quando a pandemia acabar.

“Tem muita empresa entrando em contato, querendo o telefone dela e já ganhou muito vinho que eu sei. Ela está uma celebridade na cidade, todo mundo só fala disso”, afirma Juliana.

Fonte: G1

Jornalista Ricardo Cavalcante
Siga-me

Comentários no Facebook