Uma mulher de 42 anos compareceu na tarde desta sexta-feira ao Destacamento Policial de Araripe quando denunciou um caso de estupro de vulnerável na zona rural do município. Ela estava horrorizada desde que ouviu a confissão de sua sobrinha de 11 anos numa conversa reservada mantida com a mesma no final da manhã de hoje quando decidiu levar o fato ao conhecimento da polícia.

A mulher disse aos PMs ter ouvido a revelação, com riqueza de detalhes, que Antonio Dionísio de Sousa Filho, de 50 anos, apelidado por “Padeiro”, estava tendo relações sexuais à força desde que a menina tinha apenas 7 anos de idade. Imediatamente, uma patrulha com os Sargentos Xavier e R. Costa e os Soldados Rocha e Samuel foi até o Distrito de Pajeú onde prendeu o acusado.

A princípio e ao notar que se tratava da polícia, “Padeiro” relutou em abrir a porta. Algum tempo depois ele decidiu receber os PMs que deram voz de prisão e o trouxeram à Delegacia Regional de Polícia Civil de Crato. O mesmo nega afirmando que apenas pegava no braço da menina, mas tem parentes do próprio que o acusam. A criança confirmou os abusos e a polícia vai solicitar que seja submetida a exames sexuais.

Por Demontier Tenório
Miséria.com.br

Jornalista Ricardo Cavalcante
Siga-me

Comentários no Facebook