A Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) explicou nesta quinta-feira (11), através de tira-dúvidas publicado no site da Pasta, que “todo cidadão maior de 18 anos já pode se cadastrar” na plataforma Saúde Digital para vacinação contra a Covid-19. Contudo, o foco da imunização continuará sendo os grupos prioritários. Os demais, mesmo cadastrados, devem aguardar a chamada da Pasta.

Dessa forma, a nova orientação substitui a repassada nessa quarta-feira (10) pela própria Pasta, de que o foco do cadastro no Saúde Digital seria apenas a população enquadrada dos quatro grupos prioritários conforme o Plano Nacional de Imunização.

A imunização seguirá o calendário de cada município. Caso a pessoa não se encaixe na fase em vigência de vacinação, o cadastro ficará armazenado no banco de dados da plataforma, permitindo maior organização do plano de imunização do governo.

Mensagem nas redes sociais

Uma mensagem que circula, desde quarta-feira (10), nas redes sociais informa que o cadastramento era obrigatório para todos os cearenses acima de 18 anos e estaria disponível durante 15 dias. A veracidade das informações não foi confirmada ontem pela Sesa.

No documento divulgado nesta quinta, a secretaria afirma que qualquer cidadão maior de idade já pode fazer o cadastro, porém não diz se há data para que o cadastro seja encerrado. A vacinação também não é obrigatória.

Atualmente o Ceará aplica a vacina contra a Covid-19 na população do grupo 1. Estão sendo imunizadas, no momento, profissionais da saúde, idosos com mais de 75 anos e idosos e pessoas com deficiência institucionalizados.

Apenas com a chegada de mais imunizantes, é que a população dos próximos grupos poderá agendar para receber a vacina. Até esta quinta-feira (11), o Ceará recebeu oito lotes de imunizantes entre CoronaVac e da Oxford/AstraZeneca.

Fonte: Diário do Nordeste

Jornalista Ricardo Cavalcante
Siga-me

Comentários no Facebook