O homem suspeito de matar o cantor de 33 anos em Maracanaú, na madrugada da última sexta-feira (19), foi capturado horas depois do crime. O músico Johnny Alvez Lima foi atingido por um disparo de arma de fogo no momento em que chegava em casa.

O suspeito, identificado como Dionclecio Feitosa Pires, de 22 anos, foi encontrado em casa no bairro Jereissate II, em Maracanaú. Ele confessou o assassinato e contou que a morte do músico foi motivada por um desentendimento pré-existente entre ele e a vítima.

Dionclecio Pires afirmou ainda que os dois já se agrediram em outras ocasiões. O cantor era vizinho do suspeito. Eles costumavam discutir por conta do som alto que a vítima colocava em seu comércio.

A arma utilizada no crime também foi encontrada. No local, a Polícia Civil também apreendeu estojos de munição e um silenciador. Todo o material foi encaminhado à Delegacia Metropolitana de Maracanaú, onde Dionclecio Pires foi autuado em flagrante por homicídio doloso.

Crime

O músico Johnny Alves de Lima foi morto na madrugada da última sexta-feira (19), enquanto guardava a sua motocicleta em casa. O suspeito já estava no local, aguardando a vítima chegar.

De acordo com a Policia, no local do crime funcionava um bar, de propriedade da vítima. Ele também morava no endereço. Um colaborador do estabelecimento conseguiu fugir, mas o cantor levou um tiro no peito e morreu no local.

Fonte: Diário do Nordeste

Jornalista Ricardo Cavalcante
Siga-me

Comentários no Facebook