Com violão, vozes afinadas e boa vontade, os enfermeiros Larissa Cordeiro Grangeiro e Wilker Gabriel deram uma pausa na rotina exaustiva para levar música e esperança aos pacientes internados com Covid-19 no Hospital e Maternidade José Martiniano de Alencar (HMJMA). A iniciativa teve o apoio de toda a equipe de saúde.

A unidade hospitalar, localizada no Centro de Fortaleza, conta hoje com 46 leitos para tratamento exclusivo da doença, sendo 12 deles de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 34 de enfermaria. A ocupação dos quase 50 leitos hoje é de 100%. 

“Poder ofertar esse mínimo momento de conforto é extremamente gratificante. Não tem nada que pague isso. Foi um momento único”, resume Larissa sobre a experiência. Ela está trabalhando no HMJMA há apenas duas semanas, mas já se dedica à enfermagem há três dos seus 25 anos de vida.

Assim como Wilker, atua na linha de frente, na ala de UTI Covid do hospital. A ação, no entanto, envolveu toda a equipe multidisciplinar da instituição e foi realizada no fim da tarde da última quinta-feira (18).

Via Diário do Nordeste

Jornalista Ricardo Cavalcante
Siga-me

Comentários no Facebook