O Sindicato dos Médicos do Ceará denuncia a falta de remédios nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) de Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza. Em relatos recebidos nesta sexta-feira (3), profissionais lotados nessas unidades informaram a falta de medicamentos para garantir o atendimento de públicos que apresentem sintomas como dores e desidratação, por exemplo.

Conforme denúncias, desde a última segunda-feira (29), falta remédios básicos como dipirona, diclofenaco, dexametasona, buscopam simples, cetoprofeno, anlodipino, ondansetrona, metoprolol, clindamicina, soro fisiológico e enalapril.

O diretor financeiro e de patrimônio do Sindicato e diretor de comunicação da Federação Médica Brasileira (FMB), Dr. Edmar Fernandes, esteve na UPA do Centro de Caucaia na tarde desta sexta-feira para averiguar a situação e foi recebido pela coordenadoria da unidade, que informou que a denúncia seria um exagero. Ainda conforme a coordenadoria, uma lista com os medicamentos disponíveis será encaminhada para conhecimento do Sindicato até a próxima segunda-feira (05).

O Sindicato dos Médicos do Ceará informa que já encaminhou ofício à Secretaria Municipal de Saúde e à Prefeitura de Caucaia cobrando providências para regularizar a situação o mais rápido possível. A entidade reafirma seu compromisso com a categoria e reitera que seguirá acompanhando até que o problema seja solucionado.

https://www.instagram.com/tv/CXFUvyhDx0s/?utm_source=ig_web_copy_link

Via Sindicato dos Médicos do Ceará

Jornalista Ricardo Cavalcante
Siga-me

Comentários no Facebook