Temáticas relativas à educação, saúde e preservação do meio ambiente ganharam relevo em Fortaleza no tradicional desfile cívico-militar, em comemoração aos 197 anos da independência do Brasil, realizado neste sábado (7). O evento, segundo o Coronel Paulino Gomes, da 10ª Região Militar, reuniu cerca de 9 mil pessoas. 

Diversidade de entidades, da iniciativa pública ou privada, estamparam faixas com dizeres como “Paz”, “Amazônia – Nosso futuro, nossas vidas já” e “Educação muda pessoas; pessoas mudam o mundo”, chamando a atenção para alguns dos assuntos mais debatidos na cenário atual.

img2img2
 

Foto: José Leomar

A concentração dos participantes iniciou por volta das 9h, na Avenida Pessoa Anta. De lá, o cortejo seguiu pela pela Avenida Historiador Raimundo Girão e, em seguida, na Av. Abolição, em direção ao Náutico Atlético Cearense. 

Neste ano, o desfile, antes realizado na Beira Mar, alterou o percurso devido às obras de requalificação na avenida. O encerramento ocorreu por volta do meio dia. Conforme o Coronel Paulino Gomes, da 10ª Região Militar, cerca de 9 mil militares, civis, colégios e associações, além de 160 viaturas, 70 motos e 45 militares da cavalaria, participaram do momento.

img3img3
Foto: José Leomar

200 agentes da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) e orientadores também foram convocados para o controle da circulação de veículos na região. 

img9img9
Concentração de pessoas nas avenidas por onde passou o cortejo

Histórias

A atendente Evangelista dos Santos foi uma das milhares de pessoas que acompanharam, bem de perto, a movimentação do desfile – mesmo com a alteração no itinerário. Nem o sol forte a impediu de ficar colada na grade próxima ao cortejo para ver tudo. “Trouxe essa sombrinha bem grande porque vale muito a pena. É muito bonito, né?”, afirma, acompanhada da prima e dois netos.

img1img1
Evangelista dos Santos prestigiando o desfileFoto: José Leomar

Quem também compareceu ao evento foi a vendedora Ana Carolina Sousa, com o pequeno Lorenzo. Segundo ela, o fascínio do menino pela Polícia Militar, de uma forma específica, o acompanha desde o primeiro ano de vida

“Sempre quando ele via a polícia ficava desesperado para poder falar com os agentes, e a gente tinha que falar, se não ele chorava”, explica. “Ele sempre usa essa fardinha, inclusive já teve até um aniversário com tema ‘Polícia’. A intenção dele hoje aqui é cumprimentar todo mundo”, ri a mãe do menino.

img11img11
O pequeno Lorenzo com a mãe, acompanhando o cortejoFoto: José Leomar

Conforme o secretário da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), André Costa, o evento é especial para que as pessoas possam “cultuar a pátria e bons valores, como o respeito a toda a sociedade”. “Também é um momento para a gente aproveitar e refletir um pouco sobre os rumos do nosso País”, afirma.

img4img4
Foto: José Leomar

Além do secretário, estiveram presentes outras autoridades públicas, como o vice-prefeito de Fortaleza, Moroni Torgan.

Por ordem de desfile, passaram pelas avenidas estudantes de escolas militares e outras, do setor público e privado; Forças Armadas; tropas da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros; agentes da Guarda Municipal; e equipes da Cavalaria e Canil.

Sempre é bem diversificado para que as pessoas conheçam o que a gente tem para oferecer a elas em termo de segurança”, reitera André Costa.

img7img7
Foto: José Leomar

Via Diário do Nordeste

Jornalista Ricardo Cavalcante
Siga-me

Comentários no Facebook