Na próxima sexta-feira (13/09), começa a liberação do saque de até R$ 500 do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo e Serviço). O primeiro lote estará disponível para os nascidos em janeiro, fevereiro, março ou abril. A reportagem é do R7.

Os que nasceram em maio, junho, julho ou agosto realizarão o saque a partir de 27 de setembro e os aniversariantes de setembro, outubro, novembro ou dezembro estão liberados no dia 9 de outubro.

A expectativa do governo para esse ano é que sejam liberados R$ 30 bilhões e, em 2020, mais R$ 12 bilhões do FGTS e do PIS/Pasep. O saque limite de R$ 500 valerá para contas ativas e inativas do FGTS.

Fabio Gallo, professor de finanças da FGV EAESP, diz acreditar que esse dinheiro pode dar uma “animadinha” na economia. “Não vai fazer a economia rodar nesse momento. Não vai tirar da situação atual, vai dar uma ´animadinha´, mas nada acima disso”, comentou.

Com o aumento do número de pessoas endividadas, o professor acredita que o valor retirado seja utilizado para pagamento de dívidas. “Potencialmente, esse dinheiro seja usado fortemente para o pagamento de dívida, o que também é bom para a economia. Não é uma notícia ruim”, analisou Gallo.

Dívidas dos brasileiros

Pesquisa divulgada pela CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas) e SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito), com dados referentes ao mês de julho, revelou que 37% dos brasileiros possuem dívidas que não ultrapassam o valor de R$ 500, o mesmo que será liberado na sexta-feira (13).

Apesar do número de inadimplentes ter crescido em julho (1,73%) em relação ao mesmo mês do ano passado, 53% dos brasileiros com contas atrasadas têm dívidas que não superam R$ 1.000.

180 graus

Siga-me

Jornalista Ricardo Cavalcante

Informações e contato em Portal Jurema News
Jornalista sob registro Drt 3648/Ce
Quem sou: Estudante de Jornalismo pelo a universidade Estácio de Sá, sou um apaixonado por tecnologia, busco sempre novas tecnologias para deixar esse portal cada vez mais completo.
Jornalista Ricardo Cavalcante
Siga-me

Comentários no Facebook