Um homem, identificado como Xavier X, morreu na sequência de uma paragem cardíaca durante um ato sexual em 2013. Como a sua morte aconteceu durante uma viagem de trabalho, a justiça francesa considerou-a um acidente industrial e condenou a entidade empregadora a indemnizar a família do funcionário.

A empresa de serviços ferroviários TSO recorreu da decisão, mas o tribunal de recursos de Paris confirmou agora a condenação, adianta a BBC.

A empresa argumentou que o homem não estava a exercer os seus deveres profissionais quando decidiu ir para o quarto de hotel de uma mulher e ter relações sexuais com ela, mas o juiz que analisou o recurso relembrou que, de acordo com a legislação francesa, um empregador é responsável por qualquer acidente sofrido por um funcionário durante uma viagem de trabalho. 

Considerou ainda o tribunal parisiense,  que um funcionário numa viagem laboral tem direito a proteção social “durante o período completo da sua missão” e independentemente das circunstâncias

Via Notícia Ao Minuto

Siga-me

Jornalista Ricardo Cavalcante

Informações e contato em Portal Jurema News
Jornalista sob registro Drt 3648/Ce
Quem sou: Estudante de Jornalismo pelo a universidade Estácio de Sá, sou um apaixonado por tecnologia, busco sempre novas tecnologias para deixar esse portal cada vez mais completo.
Jornalista Ricardo Cavalcante
Siga-me

Comentários no Facebook