Em Caucaia, três homens foram capturados, na tarde de quinta-feira (19), suspeitos de cometer estupros contra menores de idade. As prisões aconteceram após o cumprimento de ordens da Justiça estadual a partir de solicitação da Delegacia de Defesa da Mulher do município.

De acordo com a Polícia Civil, os três suspeitos (identificações não serão divulgadas para preservar as vítimas) foram presos em casa por policiais civis que estavam fazendo a busca pelos homens na região. Conforme a SSPDS, eles são suspeitos de terem estuprado crianças e adolescentes. 

Um deles, segundo a Polícia Civil, foi preso por ter estuprado uma criança que residia em uma casa vizinha. Segundo as investigações, ele é proprietário de uma banca de bombons e aliciava a vítima ao oferecer guloseimas do estabelecimento. Já o outro foi capturado por abuso sexual contra duas netas e as próprias filhas. O terceiro preso na operação, que tinha antecedentes criminais por homicídio, é suspeito de ter violentado sexuamente as próprias filhas. Conforme a Secretaria da Segurança, os suspeitos foram encaminhados para a Delegacia de Defesa da Mulher, em Caucaia, onde foram autuados por estupro de vulnerável.

Tio 

Já em Ibiapina, na região norte do Estado, a Polícia Civil prendeu na noite da quinta-feira, um homem suspeito de estuprar o próprio sobrinho. A vítima, de 13 anos, informou que os abusos sexuais aconteciam há cerca de dois anos. 

De acordo com o delegado Miguel Sales, da Delegacia Regional de Tianguá, a captura foi realizada na própria residência do suspeito. Conforme a Polícia, o homem confessou que violentou sexualmente o sobrinho.

O jovem afirmou à Polícia que sempre teve medo do tio e por isso decidiu contar a um amigo as agressões sexuais sofridas. O delegado informou que suspeito foi encaminhado para a Delegacia Regional de Tianguá, onde foi autuado por estupro de vulnerável. A Polícia disse ainda que o jovem foi levado para a unidade da Coordenadoria de Medicina Legal (Comel) em Sobral para fazer exame de corpo de delito. 

Foragido 

Em Bela Cruz, outro caso de prisão de prisão por abuso sexual contra um menor de idade foi registrado. Um homem, de 32 anos, foi capturado, na tarde da quinta-feira, depois de ficar cerca de 7 meses foragido da Justiça após ser condenado por estupro de vulnerável. 

De acordo com a Delegacia Municipal de Bela Cruz, o acusado, que cometeu o crime em agosto de 2014, foi julgado em junho deste ano e condenado a 12 anos de prisão em regime fechado. Ele foi capturado em uma residência na zona rural de Bela Cruz e, logo após, encaminhado para a cadeia pública do município, onde estará à disposição da Justiça. 

Preso após desenho

O último caso é referente a prisão de um idoso de 79 anos. Ele foi preso preventivamente sob suspeita de ter estuprado a própria sobrinha de 10 anos em Juazeiro do Norte. O crime foi descoberto após a criança escrever uma carta denunciando o crime e com desenho de uma menina amordaçada. A prisão preventiva do idoso foi decretada porque o juiz considerou que o suspeito tem boa saúde.

Na manhã desta sexta-feira (20), a polícia retirou a tornozeleira eletrônica dele e encaminhou o idoso para a cadeia pública de Juazeiro do Norte. Ele foi autuado por estupro de vulnerável.

Via Diário do Nordeste

Jornalista Ricardo Cavalcante
Siga-me

Comentários no Facebook