Através das redes sociais o governador Camilo Santana anuncio que revogou o decreto que deveria entra em vigência nesta Segunda (06/04), no qual flexibilizaria o funcionamento de alguns setores como loja de material de construção, feira livre com algumas restrições.

O decreto tinha sido divulgado no início da noite, logo viralizou na interner, o que levou o governador inclusive a publica uma nota esclarecendo que não tinha liberado o funcionamento do comercio, tão somente algumas atividades produtiva consideradas essenciais, veja a nota “Não é verdadeira a informação de liberação do comércio, conforme alguns estão divulgando. Continua fechado pelos próximos 15 dias. Portanto, shoppings centers, lojas de rua, academias, bares, restaurantes e escolas, por exemplo, continuam sem funcionar, a exemplo de outros setores já citados em decreto anterior. Exceção feita nesse novo decreto a lojas de material de construção, e produtos de higiene e limpeza. Feira, apenas de produtos alimentícios e com regras estabelecidas. Continuamos com o mesmo critério de abertura apenas de serviços essenciais à população. Indústrias, são permitidas as que façam parte da cadeia desses serviços essenciais. Comércio, no geral, continua fechado”

Logo em seguida, ainda por meio do Facebook o governador informou ter voltado atrás, segundo ele seguindo a argumentação do comitê de saúde, falou Camilo em sua nota “Diante da argumentação feita pelo nosso Comitê de Saúde, demonstrando preocupação com as flexibilizações de funcionamento colocadas pelo Governo do Estado nesse último decreto que entraria em vigor nesta segunda-feira (6), decidi revogar imediatamente o mesmo, e publicar um novo decreto, mantendo todas as proibições dos decretos anteriores, e com o mesmo prazo de validade de 15 dias. Se houve um erro nessa proposta de flexibilização, que seja imediatamente corrigido.”

 

Jornalista Ricardo Cavalcante
Siga-me

Comentários no Facebook