No começo da tarde desta quarta-feira (15), o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Wanderson Kleber de Oliveira. A informação foi divulgada através de nota oficial da pasta.

Nos bastidores a saída de Wanderson já era esperada, assim como de outros membros do ministério por conta dos atritos provocados pelo presidente Jair Bolsonaro com o ministro Luiz Henrique Mandetta.

Na última semana, após o governo ameaçar demitir o ministro, a equipe próxima de Mandetta já tinha sinalizado que deixariam os cargos, caso o ministro não estivesse no comando do ministério.

O ministério poderá sofrer um esvaziamento nos próximos dias em meio a pandemia do coronavírus. Assim como Mandetta, o profissional é defensor do isolamento social como estratégia de contenção do vírus e acabou se opondo ao posicionamento de Bolsonaro.

Notícias ao Minuto

Por Redação
Miséria.com.br

 

Jornalista Ricardo Cavalcante
Siga-me

Comentários no Facebook