Considerando o dinheiro para Saúde no Brasil “baixo”, o novo ministro da pasta, Nelson Teich, disse em abril de 2019 que devem ser feitas “escolhas” entre tratar um adolescente ou um idoso “no final da vida”. As declarações foram feitas em um vídeo institucional produzido pelo Instituto de Oncologia.

“E tem uma coisa que é fundamental é: como você tem um dinheiro limitado, você vai ter que fazer escolhas. Então você vai ter que definir onde você vai investir. Então, sei lá, eu tenho uma pessoa que é mais idosa, que tem uma doença crônica avançada, ela teve uma complicação. Para ela melhorar, eu vou gastar praticamente o mesmo dinheiro que eu vou gastar para investir num adolescente que está com um problema. O mesmo dinheiro que eu vou investir é igual. Só que essa pessoa é um adolescente que vai ter a vida inteira pela frente e o outro é uma pessoa idosa que pode estar no final da vida. Qual vai ser a escolha?”, disse Teich no vídeo.

 

“São duas coisas importantíssimas na saúde hoje: o dinheiro é limitado e você tem que trabalhar com essa realidade; segunda coisa, as escolhas são inevitáveis. Quais vão ser as escolhas que você vai fazer?”, afirmou o oncologista.

Confira:

Via Cn7
 
 
Jornalista Ricardo Cavalcante
Siga-me

Comentários no Facebook