“Eu não tava conseguindo mais conseguir falar, não tava conseguindo andar. Andava dois passos e cansava. Eu não aguentava ir ao banheiro, fazia xixi em um balde no quarto. Eu dormia com os travesseiros nas minhas costas, dormia sentada, por não conseguir respirar”, relata a técnica de Enfermagem Lídia Batista (26), primeira paciente com diagnóstico positivo do novo Coronavírus no município de Acarape, no Maciço de Baturité. Após tratamento médico, ela celebra a cura da doença e reforça a necessidade do isolamento social para evitar a superlotação nos hospitais. 

Lídia conta que teve todos os cuidados para não ser contaminada, mas começou a sentir cansaço no último dia 26 de março, quando saia de um plantão em um hospital da cidade. Dois dias antes, ela havia tomado vacina contra a Influenza. Antes de ir para casa, decidiu se consultar e foi colocada em isolamento dentro de casa. “Por ser asmática, ter uma doença crônica desde criança, pertencia a um grupo de risco“, explica. 


PROFISSIONAIS AFASTADOS POR CORONAVÍRUS NO CEARÁ

PROFISSIONAISCASOS CONFIRMADOSCASOS SUSPEITOSTOTAL GERAL
Médico54348
Dentista123
Enfermeiro31013
Fisioterapeuta 11
Terapia Ocupacional 33
Nutricionista 55
Farmacêutica 11
Ass Social 44
Auxiliar de Enfermagem11011
Técnicos93039
Atendentes213
Aux. de Administração 11
Outros profissionais101323
Total Geral31124155

                               Fonte: Sesa


No mesmo dia em que foi colocada em isolamento, a falta de ar se agravou e ela foi levada novamente ao hospital, onde passou por exames que diagnosticaram uma pneumonia. A amostra para o teste de Coronavírus, do tipo RT-PCR em tempo real, foi realizado em 30 de abril e encaminhado ao Laboratório Central de Saúde Pública do Ceará (Lacen), em Fortaleza. 

Enquanto o resultado, que demorou 19 dias para ser entregue, não ficava pronto, Lídia ficou em um quarto, temendo contaminar a mãe e o filho, que moram na mesma casa. “Tudo meu era separado. Prato, colher e copo”, relembra.

A dor ocasionada pela doença e pela solidão se transformaram em alegria e gratidão com a cura. “Eu agradeço a equipe médica, a minha mãe, aos meus amigos e colegas que me acompanharam. Hoje eu conto meu testemunho. Eu sei o quanto Deus tem para mim. E tudo que peço a todos é que fiquem em casa“, diz emocionada. 

Lídia é uma dos nove técnicos de Enfermagem com confirmação da doença no Ceará, conforme levantamento da Sesa. O número de pacientes pode ser maior, uma vez que existem outros 30 casos suspeitos. Considerando todos os profissionais da Saúde, foram realizados 155 afastamentos por suspeita ou confirmação da Covid-19.

ISOLAMENTO SOCIAL
Respeitando o isolamento social, a população colabora com o trabalho dos profissionais de saúde e das demais categorias que atuam em serviços essenciais. Por enquanto, a prevenção é a única forma eficaz de combate ao Coronavírus. “Como ainda estamos suscetíveis ao coronavírus, é essencial manter o isolamento social. Quando se evita o contato com as pessoas em geral, está se evitando o contato com o vírus, pois a pessoa pode estar contaminada e não apresentar sintomas, mas contaminar outras pessoas”, ressalta a médica infectologista da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) do HGF, Lucianna Auxi.

Via Cnews

Jornalista Ricardo Cavalcante
Siga-me

Comentários no Facebook