Produto Interno Bruto (PIB) de Fortaleza cresceu nos últimos anos, mas perdeu espaço na participação das riquezas produzidas pelo Estado. De acordo com levantamento divulgado hoje (16) pelo Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica (Ipece) e Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, a atividade econômica da Capital cearense somou R$ 67 bilhões em 2018, 43% do PIB do Estado.

Em 2002, o PIB de Fortaleza somava R$ 13,4 bilhões, 46,7% do total produzido pelo Ceará. Os números mostram uma descentralização das riquezas de Fortaleza para o restante do Estado, mas as cidades mais ricas ainda estão, sobretudo, na Região Metropolitana.

O levantamento, que considera a atividade nos 184 municípios cearenses, mostra que o segundo maior PIB em 2018 foi observado em Maracanaú (R$ 10,4 bilhões), seguido por Caucaia (R$ 5,07 bilhões).

Top 10: as maiores economias do Estado

  1. Fortaleza (R$ 67 bilhões)
  2. Maracanaú (R$ 10,4 bilhões)
  3. Caucaia (R$ 5,07 bilhões)
  4. Juazeiro do Norte (R$ 4,8 bilhões)
  5. Sobral (R$ 4,7 bilhões)
  6. São Gonçalo do Amarante (R$ 4,22 bilhões)
  7. Eusébio (R$ 2,47 bilhões)
  8. Aquiraz (R$ 1,9 bilhão)
  9. Horizonte (R$ 1,7 bilhão)
  10. Itapipoca (R$ 1,6 bilhão)

Com informações do Diário do Nordeste

Jornalista Ricardo Cavalcante
Siga-me

Comentários no Facebook