Uma cadela de aproximadamente dois anos morreu na tarde deste sábado (20) após ter sido supostamente jogada do viaduto da avenida Engenheiro Santana Júnior sobre a avenida Santos Dumont. Hope, como passou a ser chamada, chegou a ser socorrida por um grupo de corredores e levada para uma clínica veterinária no Guararapes, mas não resistiu.

O caso aconteceu entre 6h30 e 7 horas, segundo o veterinário Rodrigo Macambira, que integrava o grupo de corredores. “A gente vinha passando e escutou um barulho. Logo em seguida, um ganido de cão. E, quando a gente olhou pro lado, viu ela no chão”, relatou. Ainda de acordo com o veterinário, um dos colegas olhou para o viaduto e viu um braço, mas nada que confirmasse que a cadela foi mesmo jogada ou que identificasse a autoria do crime.

Mobilização

Com a ajuda dos outros corredores e de transeuntes, Rodrigo levou Hope para sua clínica veterinária e mobilizou equipe médica para avaliar sua situação clínica. A cadelinha foi diagnosticada com hemorragia interna e passou por uma cirurgia de urgência que detectou o rompimento do baço. “A pressão dela não sustentou normalmente. A cirurgia deu certo, mas o estado era muito crítico. Por volta das 14 horas, ela faleceu”, lamentou o veterinário.

Além do baço rompido, Hope estava com uma fratura exposta no fêmur e na pata esquerda e com os dentes quebrados. Fora as consequências da queda, não mostrava lesões que sugerissem maus tratos anteriores e nem tinha coleira de identificação.

‘Hope’

Traduzido do inglês, “Hope” significa “esperança”. O nome foi dado à cadelinha pela equipe de veterinários que prestou socorro a ela. “Todo mundo se compadeceu e foi em prol dela. O pessoal atendeu ao chamado”, comentou Rodrigo, com gratidão.

O veterinário contou a história de Hope em suas redes sociais. “Foi uma das poucas vezes que veiculei nas minhas redes sociais porque é algo que mexe. Jogar um cachorro por cima de um viaduto, por maldade…”, refletiu.

Fonte: Diário do Nordeste

Jornalista Ricardo Cavalcante
Siga-me

Comentários no Facebook