A pandemia de Covid-19 na Índia, que bate seguidas vezes o número de casos diários da doença, superando a casa dos 320 mil, está produzindo cenas dramáticas. Com tantas mortes (o país superou a marca de 200 mil), estão faltando carros funerários em algumas cidades.

Uma delas ocorreu em Palasa, na última segunda-feira (26). O corpo de uma mulher, na faixa dos 50 anos, foi posto entre o filho, que pilotava uma moto, e o genro, na garupa, a caminho do vilarejo onde a vítima vivia, para cremação. A dupla com o cadáver foi interceptada pela polícia local.

De acordo com e mídia local, a mulher havia morrido em um hospital da cidade. Como não havia transporte disponível até o necrotério, o filho e o genro improvisaram o serviço com a moto. O policial permitiu que eles seguissem viagem.

O epidemiologista Eric Feigl-Ding, pesquisador da Federação de Cientistas Americanos, compartilhou um vídeo do episódio na sua página no Twitter. Ele disse ter verificado a autenticidade do vídeo e que um amigo indiano disse que as imagens eram “provavelmente a coisa mais triste” que ele tinha visto até agora na pandemia.

Já em Agra, um homem levou o corpo do pai, também vítima da Covid-19, preso ao teto de um veículo até o local de cremação, de acordo com o “Daily Mirror”.

Fonte: Extra

Jornalista Ricardo Cavalcante
Siga-me

Comentários no Facebook