A insegurança não poupa ninguém e pode ter métodos traiçoeiros. Um homem fez carinho numa cachorrinha, que estava no portão da casa da família, e se aproveitou para furtar a roupa de moletom que o animal vestia. O caso ocorreu em Sorocaba, São Paulo. A vítima se chama Nina.

Sueli Vieira Rodrigues Pinto, tutora de Nina, percebeu o sumiço da vestimenta e descobriu o que aconteceu ao verificar a câmera de segurança da residência. “Eu cheguei em casa e perguntei onde estava a roupa dela. Meu marido me falou que não sabia. Fomos procurar e não encontramos em lugar nenhum”, disse Sueli. O esposo teve a ideia de verificar a câmera de segurança, posicionada na garagem, e foi quando soube o que aconteceu.

No vídeo, um homem se aproxima do portão e faz carinho em Nina enquanto parece estar observando o moletom que a cadela vestia. O rapaz aproveita o momento em que a cachorrinha se apoia na grade para tirar a roupa e sair do local. O moletom pertencia a Sueli, que deu para a cadelinha quando passou a não servir mais nela.

“No momento fiquei com raiva, ele poderia ter me pedido que eu daria uma roupa ou o que ele precisava. Não precisava tirar a roupa da minha cachorra”, desabafou a dona. O vídeo foi enviado a amigos da família que acabaram divulgando na internet.

“Era uma roupa minha, uma blusa. Aí a pessoa pegou, eu não sei que serventia teria aquela roupa. Se fosse uma roupa chique eu até entenderia, mas não sei quão é o intuito dele de ter pego a roupinha dela. Mas, se vai servir para ele, eu fico feliz, pelo menos”, acrescentou.

Há três anos, Nina foi resgatada das ruas e é considerada uma cachorra dócil pela família e moradores do bairro. “Ela é dada com todo mundo. Criança, idoso, todo mundo que chega no portão e ela pede carinho”, conta Sueli. A cadela já ganhou uma roupa nova, presente de uma veterinária que trabalha na mesma clínica onde Sueli é faxineira.

A dona da cachorrinha no entanto não tinha visto o presente e até se assustou ao se deparar com Nina e seu novo traje. “Falei: ‘Meu Deus do céu, roubam e colocam roupa na cachorra e ninguém vê’. Fomos olhar na câmera e vi que era a doutora que tinha doado. Ela me mandou mensagem dizendo que tinha dado a roupinha para a Nina”, comentou.

Apesar do susto, Sueli não pretende registrar um boletim de ocorrência contra o rapaz que furtou o moletom.

Via O Povo Online

Jornalista Ricardo Cavalcante
Siga-me

Comentários no Facebook