O neozelandês Robert Foley brincava com sua filha em um gira-gira de um parquinho localizado na cidade de Upper Hutt, nas proximidades da capital do país, quando se desequilibrou e caiu com o peso inteiro de seu corpo sobre a menina, que não resistiu ao acidente. O caso ocorreu no dia 27 de agosto do ano passado, porém, só foi noticiado nesta quarta-feira, 7, pelo portal australiano News.com.au.

Amberlie Foley, de apenas 3 anos, sofreu uma lesão no cérebro e na medula espinhal. O impacto também causou alguns ferimentos no pescoço e cabeça da menina. Após o acidente, a criança foi levada rapidamente ao centro médico local, onde tentaram reanimá-la, no entanto, a ação não obteve sucesso. Poucas horas depois, Amberlie foi declarada morta.

A legista responsável pelo caso relatou que foi realmente uma fatalidade, difícil de prever, pois não houve nenhuma falha relacionada ao gira-gira, ou sobre o uso imprudente do brinquedo. “Um acidente realmente trágico, no verdadeiro sentido da palavra”, descreveu a profissional à imprensa local.

Robert Foley e a família receberam o apoio da população local, como contou a mãe da menina, Emma Pennington-Foley, em entrevista ao News.com.au. Segundo a mulher, o acidente aproximou as pessoas da comunidade, pois toda a cidade de Upper Hutt entrou em luto pela perda de Amberlie.

Fonte: O Povo

Jornalista Ricardo Cavalcante
Siga-me

Comentários no Facebook