Cinco suspeitos de arrancar cabeça, braços e pernas de um rapaz de 23 anos no Tabapuá, em Caucaia, Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), foram detidos nesta sexta-feira, 17, por policiais do Comando de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (CPRaio).

O corpo do rapaz foi identificado apenas como Luan e encontrado na quinta-feira, 16, em um matagal. A vítima morava no Tabapuá, nas proximidades do local do crime. Nas redes sociais, familiares e amigos do jovem lamentaram a morte violenta. “Te conheço desde pequeno e você não merecia a crueldade que fizeram com você”, comentou um amigo. Parentes de Luan, que trabalhavam com vendas, decretaram luto e pausaram as atividades nesta sexta.

O jornal O Povo apurou ainda que os detidos alegaram “traição” e afirmaram que o jovem seria de um grupo criminoso e mudou para outro. A cabeça e outras partes do corpo dele ainda não foram encontradas. Os policiais encaminharam o grupo suspeito para a Delegacia Metropolitana de Caucaia (DMC) e tentarão apurar sobre a localização do restante do corpo.

Fonte: O Povo

Jornalista Ricardo Cavalcante
Siga-me

Comentários no Facebook