Um policial civil é suspeito de tentar entrar à força no Pronto Socorro de Várzea Grande, na região metropolitana de Cuiabá, e disparar uma arma, atirando no chão, como forma de intimidar os funcionários, nesta sexta-feira (14), por estar fora do horário de visitas à pacientes.

De acordo com o boletim de ocorrência, o segurança do local relatou que o suspeito chegou na unidade querendo fazer uma visita à mulher dele, que estava internada.

A Polícia Civil informou que a Corregedoria da corporação já está ciente do caso, mas que ainda vai se manifestar oficialmente.

Foi informado ao policial que naquela horário não era permitida a visita. No entanto, ele não obedeceu e entrou no local.

No corredor, sacou um revólver e disparou contra o chão, acertando um carrinho de alimentos. Em seguida, colocou um distintivo da Polícia Judiciária Civil no peito e saiu do local, com o carro dele.

As testemunhas relatam que no momento do incidente, havia muitos pacientes na unidade e várias pessoas sentadas no corredor aguardando atendimento.

Com o susto, após quase serem atingidos pelo tiro, alguns pacientes passaram mal. A Polícia Militar está em busca pelo suspeito. Segundo os agentes, ninguém se feriu.

Via G1 Mt

Jornalista Ricardo Cavalcante
Siga-me

Comentários no Facebook