Procurador que espancou chefe ficou 7 meses sem exercer as funções por problemas de relacionamento com a equipe

A Prefeitura de Registro , no interior de São Paulo, confirmou que antes de o procurador Demétrius Oliveira de Macedo, de 34 anos, espancar a chefe e procuradora-geral, Gabriela Samadello Monteiro de Barros, de 39, ele havia pedido exoneração do cargo e deixado as funções em 25 de novembro de 2020 devido a problemas de relacionamento com as colegas. Ele ficou afastado por pouco mais de sete meses.

6d268597-4375-40a8-a4c0-1e78dc523880

A Prefeitura de Registro , no interior de São Paulo, confirmou que antes de o procurador Demétrius Oliveira de Macedo, de 34 anos, espancar a chefe e procuradora-geral, Gabriela Samadello Monteiro de Barros, de 39, ele havia pedido exoneração do cargo e deixado as funções em 25 de novembro de 2020 devido a problemas de relacionamento com as colegas. Ele ficou afastado por pouco mais de sete meses.

Segundo a administração, além de relatar dificuldades no convívio com a equipe da procuradoria, Demétrius teria dito que sofria assédio moral da chefe na época.

Ainda segundo a prefeitura, o procurador retornou ao cargo por decisão da Justiça, no dia 28 de junho de 2021.

O procurador seguiu em exercício até segunda-feira (20), dia em que agrediu Gabriela. Na terça (21), a Prefeitura de Registro determinou no Diário Oficial a suspensão preventiva de Macedo e, na quarta (22), a Justiça decretou a prisão preventiva do procurador, que foi preso na do dia seguinte.

Macedo passou por audiência de custódia na quinta (23). Em nota, o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) alegou que diante dos elementos apresentados no processo, o juízo não verificou ilegalidade no cumprimento do mandado de prisão do acusado. Por isso, ele seguirá preso.

Agressão

O caso aconteceu na tarde de segunda-feira (20), por volta das 16h50, na sala da Procuradoria Geral do município, na Prefeitura de Registro.

Demétrius já havia apresentado comportamento suspeito e sido grosseiro com outra funcionária do setor, conforme relatado por Gabriela à Polícia Civil.

A procuradora havia cobrado providências sobre o episódio de grosseria contra uma funcionária, que estava com medo de trabalhar no mesmo ambiente que Demétrius e enviou um memorando à Secretaria Administrativa com uma proposta de procedimento administrativo.

Na segunda-feira (20), foi publicada no Diário Oficial do município a criação de uma comissão para apurar os fatos. Segundo Gabriela, provavelmente foi isso que desencadeou as agressões.

O que ele disse

Após a repercussão do episódio de agressão na segunda (20), Demétrius Oliveira Macedo disse à Polícia Civil que sofria assédio moral no local de trabalho. “Ele admitiu que agrediu a vítima e alegou que assim o fez por sofrer assédio moral”, afirmou Fernando Carvalho Gregório, delegado do 1º Distrito Policial do município, em entrevista à TV Tribuna, afiliada à Rede Globo.

Prefeitura

A Prefeitura de Registro, em nota, manifestou “mais absoluto e profundo repúdio aos brutais atos de violência”, protagonizados pelo procurador.

“Reafirmamos nosso compromisso com a prevenção e enfrentamento a todas as formas de violência, principalmente aquelas que vitimizam mulheres. Os servidores da Procuradoria Geral Municipal e da Secretaria de Negócios Jurídicos receberão todo apoio necessário, inclusive acompanhamento psicológico”, escreveu.

A administração municipal disse, ainda, aos demais servidores: “recebam nosso amparo e saibam que a prática de violência é veementemente repudiada e será severamente punida”.

Fonte: G1 CE

Compartilhe

Procurador que espancou chefe ficou 7 meses sem exercer as funções por problemas de relacionamento com a equipe

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Veja também!

Confira outras notícias

Muita confusão e ataques verbais no gabinete do prefeito de Pac...

Manhã de muita confusão na prefeitura de Pacajus, tudo aconteceu após o deputado Delegado Cavalcante ir até o local junto com uma comissão de comerciantes tentar um ...

Acidente com vitima fatal é registrado na Br 020, em Caucaia

Um grave acidente foi registrado na Br 020, nas imediações do Parque do Vaqueiro, nas imagens é possível observa que um veículo acaba colidindo em uma motocicleta ao...

Candidatos do Ceará vão poder gastar até R$ 17,3 milhões nas...

Os candidatos terão verba e limites e bastante onerosos para as eleições 2022. Conforme determinação do Tribunal Superior Eleitoral, que define as regras da disputa ...

Líder comunitário dono de pizzaria é morto a tiros dentro do ...

Um líder comunitário que também é dono de uma pizzaria foi morto a tiros dentro do próprio estabelecimento comercial na noite desta terça-feira (19) no Bairro Jangu...

PT rompe com PDT no Ceará e vai lançar candidatura própria ao...

Nesta terça-feira (19) o Diretório Estadual do Partido dos Trabalhadores (PT) se reuniu para repensar a relação com o PDT após o partido de Ciro indicar Roberto Clá...

Mais um prédio público abandonado em Caucaia, dessa vez no bai...

Nossa equipe foi até o prédio do polo de atendimento do Araturi (Cras), onde podemos constatar a situação de abandono vivida pelo prédio que precisa urgente de uma r...

Jurema News
Marechal Rondon - Caucaia
Copyright © 2022
Jurema News
Marechal Rondon - Caucaia
Copyright © 2022
Atendimento por WhatsApp
Departamento Parceria
Parceria
Atendimento das 08:00 às 18:00hs de segunda a sexta.
Atendimento por WhatsApp
Departamento Imprensa
Imprensa
Atendimento das 08:00 às 18:00hs de segunda a sexta.
Atendimento por WhatsApp
Departamento Parceria
Parceria
Atendimento das 08:00 às 18:00hs de segunda a sexta.
Atendimento por WhatsApp
Departamento Imprensa
Imprensa
Atendimento das 08:00 às 18:00hs de segunda a sexta.

Jurema News

Copyright © 2022

Este site utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência. Ao clicar em 'ok" e continuar navegando, você concorda com a nossa política de privacidade